Google+ Followers

quinta-feira, outubro 30, 2008

Acontece, não acontece?

(Turner)
Acontece por vezes que um dia amanhece estupendo e que persiste maravilhoso e constante até ao pôr-do-sol e que segue ainda triunfante pela noite fora. Não acontece?
Segurando a memória com as duas mãos, tornam a vir aqueles verdadeiros dias de sol, majestosos, imponentes, autêntica ditadura da Beleza, e em que nenhum outro acontecimento histórico ou particular conseguiu ofuscar a data, a um tempo memorável e simples, de um dia lindo!
Também sei que não são precisamente estas datas da alegria particular e íntima do Sol, as que se anotam e se fixam, a não ser que venham porventura coincidir com os segredos da nossa imaginação; um encontro feliz em tal dia, por acaso que era um dia colossal!...ou uma conversa bem resultada, ou uma promessa generosa e magnânima, ou uma combinação nobre e heróica, etc., ou outras destas coisas que ficam pegadas para sempre na recordação , muito mais, sem comparação nenhuma, do que o dia mais lindo de sol que possa imaginar-se.
Isto é como quem diz: o sol para estar lindo necessita de cada um de nós! Ora não sei se já repararam, um dia lindo nunca vem logo a seguir a um dia lindo. Como se fosse demasiado e impossível dois dias lindos a seguir. De tal maneira que ficam menos custosos os dias terríveis, com a esperança e a certeza de que estamos sem dúvida em vésperas de dias extraordinariamente melhores.
E quando se dá o caso de uma pessoa não estar pelos ajustes de se sujeitar às veleidades do tempo, faz por ter os seus dias, ao seu gosto, e se possível for todos os dias. (...)

(Almada Negreiros- Ficções-Banhos de Mar)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos