Google+ Followers

domingo, fevereiro 12, 2006

UM DOMINGO COM FERNANDO ASSIS PACHECO

( Henri Martin)

PENSANDO EM VÓS,JUÍZES NOSSOS

Sabereis dizer do nosso tempo
que buscámos, no caos , uma saída?
Que às trevas de uma noite antárctica
lançámos o punhal
brilhante e certeiro do coração?
Que despertávamos antes da aurora,
pensando em vós, juízes nossos,
herdeiros nossos mais tranquilos e certos?



Olhai-nos sem rancor.Vede nos campos
a primavera que tanto amámos.
Essa flor, ou uma igual por essa,
também a prendemos nos cabelos
da única mulher, e em silêncio
lhe contámos as pétalas macias
enquanto o desejo nos inundava.



Entrai desprevenidos
nas oficinas, ouvi o calmo
bater do ferro aceso, olhai
como o douto carpinteiro afaga
o seu pedaço de castanho ( dir-se-ia
pescando no silêncio um delicado
peixe tranquilo, e era o guarda-fato),
correi às ínsuas, lá forceja o povo,
descei à rua, subi vinte degraus
até à sala onde o meu Pai esperava
as grávidas e seus medos velhos:
ah com verdade me dizei, juízes,
se não estamos aí, algures pairando
entre ruídos, entre gente e coisas?



É amigo o sinal, se algum deixámos
para o vosso póstero trabalho.
Sede justos, nada mais pedimos,
sede a balança viva que há no tempo.
Como vós, quizemos a beleza
dentro de cada um.E foi assim
a luta que lutámos: tão suada.


Fernando Assis Pacheco ( Cuidar dos Vivos)

1 comentário:

  1. Grande poeta ! Colega de estudo, mais de almoçaradas, que de estudo, diga-se em abono da verdade. Um Amigo que demasiado cedo nos deixou...

    Júlia

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos