Google+ Followers

terça-feira, novembro 27, 2007

"A Eternidade e o Desejo"-uma feliz coincidência

(Aguarelas de Turner) Igreja de S. Francisco. Baía

Não vivemos como mortais, porque tratamos das coisas desta vida como se esta vida fora eterna. Não vivemos como imortais, porque nos esquecemos tanto da vida eterna, como se não houvera tal vida.

António Vieira, Sermão de Quarta-Feira de Cinza


A noite passada sonhei que voltava à Bahia. O sol atacava a pique, e eu andava de igreja em igreja à procura de alguém que não conseguia encontrar. Na rua a força do sol impedia-me de ver, nas igrejas ficava atordoada com o excesso de turistas e talha dourada. Queria gritar, mas não conseguia. Dizes-me que é uma sensação muito comum, nos sonhos. Mas eu creio que já não posso voltar a ser uma pessoa comum.
Recordas-me que vou voltar a Salvador. E que vou contigo. Vou ao teu lado, sim. Acredita que te agradeço a gentileza da companhia. Mas tu não pertences ali. E eu tenho um bocadinho de medo de me perder. Então peço-te que me contes tudo, Sebastião.
- Tudo? Mas o que é tudo? Tudo o que vejo?- perguntas, num sussurro. Como se, de súbito, te sentisses esmagado pela intraduzível vastidão do teu olhar. O que se vê nunca se pode narrar com rigor. As palavras são caleidoscópios onde as coisas se transformam noutras coisas.(...)

(Inês Pedrosa- A Eternidade e o Desejo. Publicações Dom Quixote)


(Chegada de fresco da Baía entrei na livraria folheando as novidades ,como se assim se quizesse pôr-me a par do que se passara neste curto e longo tempo de ausência ( as distâncias e diferenças culturais fazem destas deformações...) Quase de imediato, os olhos caíram-me no novo livro de I.P. que, para minha surpresa, tinha como pano de fundo a Baía. Como gosto do que escreve a decisão de comprar foi imediata...Uma feliz coincidência esta! Já está quase lido, de um folgo... Para vos aguçar o apetite irei transcrever algumas passagens e ilustrá-las também...)

2 comentários:

  1. A Baía apetece... é muito portuguesa!

    ResponderEliminar
  2. Curioso...comprei-o ontem. :)

    E se já não tivesse em mente ir ao Brasil um dia, as fotografias daqui aguçam o apetite a qualquer um!

    Jinhos.

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos