Google+ Followers

terça-feira, dezembro 19, 2006

Quando eu nasci ficou tudo como estava...

(Cassat)



Quando eu nasci,

Ficou tudo como estava.

Nem homens cortaram veias,

Nem o Sol escureceu,

Nem houve Estrelas a mais...

Somente,

Esquecida das dores,

A minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,

Não houve nada de novo

Senão eu.

As nuvens não se espantaram,

Não enlouqueceu ninguém...

P'ra que o dia fosse enorme,

Bastava

Toda a ternura que olhava

Nos olhos de minha Mãe...

Sebastião da Gama, Serra-Mãe

3 comentários:

  1. Feliz Aniversário!!! (?)

    Jinhos.

    ResponderEliminar
  2. este é um dos poemas que mais "mexe" com as minhas convicções e comigo. Provavelmente o comentário de cima tinha razão. Vou reter a data.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos