Google+ Followers

sábado, junho 25, 2011

Discretamente...



(Matisse)

DISCRETA ARTE

Discretamente. Cultivar a palavra.
Arte de dispor flores por longa mesa,
prazer de dispor quadros por paredes
em critério de escolha pessoal.

Discretamente: aqui uma pequena
haste a lembrar o sol, ali a folha
resolvendo o lugar, o espaço certo
(ligeiro afastamento necessário

para o conjunto articulado em cores).
O quadro mais azul naquele sitio,
o mais cinzento e largo a distrair-se

sobre a nudez de uma parede clara.
Discretamente. E a palavra nascida 
de tela (ou terra) resolvida. Agora.

(Ana Luisa Amaral)

3 comentários:

  1. Como gosto da sua poesia e das suas imagens!

    ResponderEliminar
  2. Muito bonitos, pintura e poema! Relembraste-me agora que ando há que tempos para comprar o livro das poesias dela, terá de ser um destes dias.
    Quanto a Matisse, comprar tela é problema que não se põe...

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos