Google+ Followers

quinta-feira, outubro 11, 2007

NOTAS DE VIAGEM XLIX- Os fascinantes dragoeiros

(Aguarelas de Turner) Madalena- Museu do Vinho (Pico)
(Aguarelas de Turner)
(Aguarelas de Turner)

http://www.inventario.iacultura.pt/fichas/pico/madalena_fichas/61_24_96.html

6 comentários:

  1. Aqui todos os sentidos se concentram.

    ResponderEliminar
  2. Fascinantes e misteriosos, afrontam os contabilistas do tempo. Em Icod de los Vinos (Tenerife) há um exemplar gigantesco, tornado atracção turística (e com "entrada paga"); mas o "parque de dragoeiros" do Museu do Vinho (e terrenos limítrofes)é impressionante.Fica o fragmento final de um poema de Nemésio "ao Dragoeiro Velho do Claustro do Colégio dos Jesuítas de Angra":
    "Dragoeiro velho/ Como meu avô, /Também fui vermelho,/ Ora já não sou."

    ResponderEliminar
  3. Acho que já os vi no Jardim Botânico!

    ResponderEliminar
  4. De facto!E além do Jardim Botânico também se encontram na Tapada da Ajuda, no Jardim da Estrela, na estação elevatória dos Barbadinhos junto ao Museu da Água, e um no Jardim da Viscondessa de Lobão no Porto..., fora um magnífico, de que me recordo do Funchal...( o que eu fui pesquisar...)

    ResponderEliminar
  5. acho que nunca os tinha visto! Maravilhosos!!!!

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos