Google+ Followers

segunda-feira, outubro 15, 2007

NOTAS DE VIAGEM-LV- Escritores Açorianos

(Aguarelas de Turner)
À memória de Tibério Ávila Brasil

Alevanta-se o Pico como a lava
Intacto o arredondou na espuma espessa.
Uma nuvem de neve o tinge, e a brava
Onda o asperge de aromas na cabeça.
Das calhetas de peixe e loiro vinho
Tiram seu pão os homens. O moinho
Usa a vela do barco. E, à maré cheia,
Com sinais de alto mar no lombo, e linho
No fio árduo e mortal, sangra a baleia.

Vitorino Nemésio (Sapateia Açoriana e mais poemas-1976 in Antologia poética, Circulo dos Leitores. 1988)

1 comentário:

  1. Dos Açores onde no Faial, olhando o Pico, deixei tanto de mim.

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos