Google+ Followers

domingo, janeiro 03, 2010

Évora, uma pequena "amostra"


                                             (Aguarelas de Turner)


                             (Aguarelas de Turner)                               

                             (Aguarelas de Turner)  


Muito de Évora ficou por desbravar. Deixar-mo-nos ficar num lugar e darmo-nos tempo a um conhecimento recíproco é sempre o sonho que perseguimos. A verdade é que, a maior parte das vezes, as actividades que temos entram em total contradição com esse sonho. Essa descoberta num tempo "sem tempo" é obra ou da juventude ou de uma qualquer actividade que contemple a deambulação. Resta a possibilidade de agarrar os instantes que nos acontecem e de os viver, sem culpa, na medida do possível. 
Sabendo Évora muito mais rica que as imagens que vos trago transmitem, ela é, de verdade,  um sítio verdadeiramente acolhedor. 
Nos próximos dias seguir-se-ão, como habitualmente, curtas notas fotográficas dos lugares por onde andei.

3 comentários:

  1. Évora, a cidade branca, segundo Vergílio Ferreira...sempre gostei de lá ir...Bom ano, boas fotos, bons textos!

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos