Google+ Followers

domingo, abril 13, 2008

É um cheiro a resina a mel e a fruta...

(Aguarelas de Turner)

No Golfo de Corinto

No Golfo de Corinto
A respiração dos deuses é visível:
É um arco um halo uma nuvem
Em redor das montanhas e das ilhas
Com um céu mais intenso e deslumbrado

E também o cheiro dos deuses invade as estradas
É um cheiro a resina a mel e a fruta
Onde se desenham grandes corpos lisos e brilhantes
Sem dor sem suor sem pranto
Sem a menor ruga de tempo

E uma luz cor de amora no poente se espalha
É o sangue dos deuses imortal e secreto
Que se une ao nosso sangue e com ele batalha.

(Sophia de Mello Breyner- Geografia)

1 comentário:

  1. Que explêndida poesia.
    Esta eu não conhecia. Já anotei.
    Linda foto!!!

    bjs.

    JU Gioli

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos