Google+ Followers

quarta-feira, maio 17, 2006

E se... não somos capazes de encontrar sozinhos a casa?

(Abbati)


E se, depois de tantos anos a viver na cidade, não reconhecermos o caminho, não somos capazes de encontrar sozinhos a casa situada nas terras dos nossos antepassados, andamos ás voltas,às apalpadelas, apesar de pensarmos ter guardado intacta a recordação dessa casa; intacto o seu esconderijo nas barbas de milho, contra a latada e sob a poeira vermelha da eira, a cozinha à esquerda, a fachada disforme, com o forno de pão, o estábulo no outro extremo, a barra cor-de-rosa e o muro; se regressamos depois de tantos anos e entramos, como se entrássemos em nossa casa, nessa casa que é nossa , por ter pertencido ao pai, onde, por ser nossa, temos alguns direitos...

Brigitte Paulino-Neto ( A Melancolia do Geógrafo)

3 comentários:

  1. Encontrar o caminho de volta é encontrarmos um pouco de nós próprios.

    ResponderEliminar
  2. A frase de Freud escolhida, sobre os poetas é muito significativa -aliás, ele foi o primeiro a tentar compreender o processo criativo, escrevendo sobre Da Vinci- essa parte é conhecida.

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos