Google+ Followers

quarta-feira, maio 11, 2011

E mais de quem não....

    Aguarelas de Turner

Livrai-me, Senhor,
De tudo o que for 
Vazio de amor

Que nunca me espere
Quem bem me não quer
(Homem ou mulher)


Livrai-me também
De quem me detém
E graça não tem

E mais de quem não
Possui nem um grão
De imaginação.


(Miguel Torga)

6 comentários:

  1. No que me cabe, tenho de ser eu a livrar-me, mas o poema é muito bonito!

    ResponderEliminar
  2. Esse tipo de gente não era capaz de tirar uma fotografia destas!
    Parabéns.

    ResponderEliminar
  3. Oooi, que tal ir lá no meu blog,
    Beijoos!
    www.booksandsoul.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. E que viva Torga [sempre]!


    abraços,
    Eliana Mora

    ResponderEliminar
  5. Este poema não é de Miguel Torga mas de Carlos Queirós.

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos