Google+ Followers

sexta-feira, março 14, 2008

Deves seguir por um caminho que é o da ignorância...


(...)
Tu dirás que estou a repetir
Algo que disse antes. Di-lo-ei de novo.
Di-lo-ei de novo? Para chegares aí,
Para chegares onde estás, para saíres de onde não estás,
Deves seguir por um caminho onde não há êxtase.
Para chegares ao que não sabes
Deves seguir por um caminho que é o da ignorância.
Para possuíres o que não possuis
Deves seguir pelo caminho da despossessão.
Para chegares ao que não és
Deves seguir pelo caminho onde não estás.
E o que não sabes é a única coisa que sabes
E o que possuís é o que não possuís
E onde estás é onde não estás.

(T.S.Eliot-Quatro Quartetos-East Coker III)

1 comentário:

  1. Gosto muito das suas escolhas, esse poema é realmente profundo, vale uma jornada de reflexão.
    Obrigado pelos comentários, sempre muito pertinentes e gentis aos meus post.

    bjs.

    Ju gioli

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos