Google+ Followers

terça-feira, setembro 04, 2007

NOTAS DE VIAGEM IX a - Escritores Açorianos

(Aguarelas de Turner)

Pusemos tanto azul nessa distância
ancorada em incerta claridade
e ficamos nas paredes do vento
a escorrer para tudo o que ele invade.

Pusemos tantas flores nas horas breves
que secam folhas nas árvores dos dedos.
E ficámos cingidos nas estátuas
a morder-nos na carne dum segredo.


Natália Correia http://pt.wikipedia.org/wiki/Nat%C3%A1lia_Correia

1 comentário:

  1. Natália...e a beleza das palavras.. bebeu na terra que gerou.
    ...................
    Já visitei as tuas aguarelas várias vezes e sinto-me bem aqui...
    um beijo.

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos