Google+ Followers

segunda-feira, maio 26, 2008

É por outro real em ti presente...

(Quimera)
Se nas palavras vou um pouco sempre
adiantado, como uma quimera
daquelas bem reais que têm bico
e corpo de lagarto? e rosto humano?
é que também não vivo neste instante
mas noutro, inteiramente coincidente.
Jamais aceitarei que o mundo seja
vago manto enrugado de montanhas,
alguns bichos na água, outros em terra,
outros voando em fútil incerteza.
Se me prendo ao teu rumor ausente
não é que me consuma numa imagem
ou deseje real o imaginado;
é por outro real em ti presente.

(António Franco Alexandre- Duende)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos