Google+ Followers

segunda-feira, abril 24, 2006

25 DE ABRIL




25 DE ABRIL

Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo


Sophia de Mello Breyner Andresen

6 comentários:

  1. Não podia ser melhor escolhido o poema para celebrar este dia inesquecível!

    ResponderEliminar
  2. tens razão. o meu irmão mais velho encostado ao balcão da cozinha disse:«não sei o que vai acontecer, mas não podiamos continuar a viver como estavamos». nunca mais me esqueci destas palavras, nem da maravilha que foram os primeiros tempos.
    o poema é lindo.

    ResponderEliminar
  3. Sim..também para Sophia vai uma rosa (ou cravo) se ela preferir.
    E que as esperanças por cumprir possa vir a cumprir-se e Portugal se faça.

    ResponderEliminar
  4. huhuhuhuh...legal as fotinhas do seu blog
    curti mesmo elas!!!

    falow

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos