Google+ Followers

segunda-feira, fevereiro 15, 2010

Incontáveis...rasgam, sinuosos, a rocha...

                                 (Ana de Sousa)


Sete Meditações sobre os rios

Incontáveis, e rasos, rasgam
sinuosos, a rocha: abrem
pequenos sulcos, breves, sem
rumor, os caminhos leves: travam

em si a luta: haver, além
a extensão onde, o longo, outro
rio, foz, já corre,- encontro
ou fim? Ou, ainda, voo? Quem

vendo o curso, o frio, desce? Se
sobe, entre pedras, sobre
o leito, denso, nasce. É

aí o nome, o golpe: face
contínua das coisas, da morte. E cobre
a terra, a dor: o fundo, o pé.

(Diogo Alcoforado)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos