Google+ Followers

segunda-feira, janeiro 05, 2009

Notas Soltas em torno de uma pausa III

(Aguarelas de Turner)
(Aguarelas de Turner)
(Aguarelas de Turner)
Tenho uma predilecção especial pelos espaços que se abrem ao interior, 0 que me faz não resistir ao fascínio dos claustros. Quando os encontro apetecia-me deixar-me por ali ficar, com um belo livro nas mãos, até chegar o fresco
do fim de tarde. Os antigos construtores souberam bem interpretar a necessidade que, também, temos de nos recolhermos.

3 comentários:

  1. Mais uma empatia comum! Há claustros a que volto recorrentemente. Em breve estarei no pequeníssimo claustro mais belo que vi - Convento de S. Francisco em Fiesole (colina de Florença). Este convento tem dois claustro mas o clostrino é quase um regresso ao líquido amniótico! Camus escreveu sobre ele.
    Tem ainda a particularidade de, num pequeno nicho, estar uma bela e minúscula Pietà da filha de Einstein!

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada pela contribuição que trouxeste.Vou tomar nota para, numa oportunidade, não perder.

    ResponderEliminar
  3. Subsacrevo inteiramente as tuas palavras.
    Também ali me sinto "fora do mundo" como alás o pretendiam os monges que o habitaram.
    E, há pouco mais de um ano, estive precisamente nesse que mostras.

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos