Google+ Followers

quarta-feira, setembro 01, 2010

É a mão que percorre as linhas da frase...

                                 (José Malhoa)

A Poesia                          


É uma luz que desce a escada do poema e
se senta à porta, esperando que o dia entre
para dentro da estrofe.


É uma voz que se encosta ao corrimão
da palavra, e sobe sílaba a sílaba até chegar
ao patamar do verso.


É o eco que nasce de um canto perdido
nos quintais do poema, e atrai pássaros
para dentro desta imagem.


É a mão que percorre as linhas da frase,
como se fossem linhas da vida, e decide
em cada cesura um ponto final.


Como se a poesia nascesse do silêncio, ou
um grito a empurrasse para a vibração
de um último eco.


(Nuno Júdice- Guia de Conceitos Básicos)

3 comentários:

Não são permitidos comentários anónimos