Google+ Followers

sexta-feira, junho 25, 2010

Todas as cores uniste...

                                (Aguarelas de Turner)
                                
                             Da inocência  à confiança
                             da claridade à fidelidade
                             do sonho à consciência
                             da beleza à bondade
                             da poesia ao amor
                             do amor à verdade
                             da solidão à harmonia
                             da angústia à liberdade
                             todas as cores uniste
                             num arco-irís fraternal

(António Ramos Rosa- Não posso adiar o coração)

1 comentário:

Não são permitidos comentários anónimos