Google+ Followers

domingo, junho 20, 2010

ah se não fosse cedo de mais para a morte...

                              (Aguarelas de Turner)

AH SE NÃO FOSSE

Ah se não fosse o medo
e as nesgas da sorte
ah se não fosse cedo
de mais para a morte
ah se não fosse o muro
a limitar o espaço
ah se não fosse o futuro
amanhecer tão baço
ah se não fosse a idade
e a tensão alta
ah se não fosse a liberdade
fazer tanta falta
ah se não fosse o mundo
estás a ver
ah se não fosse tudo
e o mais que vier.

(Espelho Íntimo- Torquato da Luz)

Parto por uns dias, poucos...Deixo-vos este belo poema de um amigo deste canto, T.L.

3 comentários:

  1. Feliz verão, querida.
    E um beijo daqui, onde é inverno e os versos de Torquato também fazem-me companhia.

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos