Google+ Followers

quinta-feira, janeiro 26, 2012

Escrevo-te agasalhando o nosso amor...

Escrevo-te agasalhando o nosso amor,
que o tempo é este inverno sem disfarce:
Pelos meus olhos fartos de miséria
Mereço bem a luz da tua face.


Mas no meu coração as pobres coisas
choram, a cada lágrima exigida,
a tristeza precisa pra que eu saiba
quanto custa a alegria de uma vida!


Carlos Oliveira



5 comentários:

  1. Pagamos caro as breves alegrias da vida!
    Maria

    ResponderEliminar
  2. Um poema como uma carta, que me faz lembrar outro "Carta a Angela"

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos