Google+ Followers

segunda-feira, março 15, 2010

No poema ...

                                             (Zancan)  

No poema ficou o fogo mais secreto
O intenso fogo devorador das coisas
Que esteve sempre muito longe e muito perto.

(Sophia de Mello Breyner Andresen-Mar Novo, 1958)

1 comentário:

Não são permitidos comentários anónimos