Google+ Followers

sábado, abril 28, 2012

Os meus sonhos de viagens...



Chegar tão longe, «ser tão bem-sucedido», parecia-me fora de todas as possibilidades. Este sentimento estava ligado à estreiteza e à pobreza das nossas condições de vida durante a minha juventude. E certamente os meus sonhos de viagens expressavam também o desejo de escapar à atmosfera familiar, esse mesmo desejo que impulsiona as fugas de tantos adolescentes. Tinha descoberto há muito tempo que uma boa parte da minha vontade de viajar se ligava ao desejo assim de uma vida livre ou, por outras palavras, ao descontentamento que experimentava no seio da minha família. Quando vemos o mar pela primeira vez, atravessamos oceanos e contemplamos  cidades e paisagens reais com que sonhámos durante muito tempo como se fossem coisas longínquas e inacessíveis, fazemos perante nós próprios a figura de um herói que consuma proezas incríveis.

(Freud- correspondência-1936)

2 comentários:

  1. Esta foto é extremamente sugestiva da ideia de viagem... e é lindíssima!

    ResponderEliminar
  2. Quantas vezes contemplei esta fotografia, sentindo o desejo de a atravessar "para o outro lado"?
    Agora compreendi essa atracção! Conheço os dois lados mas o que me encanta é o sonho que esta implícito no centro dela, sem princípio nem fim, "A Viagem" sem regresso...!

    ResponderEliminar

Não são permitidos comentários anónimos